BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

3 de ago de 2010

Um rio...


Como pode imaginar, tudo vai-se andando.

Como o rio corre para o mar, você corre para o infinito.

O rio não tem pressa, segue naturalmente seu ritmo de acordo com os acidentes geográficos e clima. Ele não decide nada. Responde apenas às situações. Pra que pressa se tem o infinito pela frente? Pra que tanto andar e buscar se passará como um rio? Irá caminhando, dando e recebendo, perdendo e ganhando. É só. Nada mudará o destino do rio, nem o seu. Aquilo que tiver que viver em seu caminho, viverá. O que não tiver, não viverá. Veja como é simples a vida, se não tentar fugir à realidade. O que complica a vida é a nossa mania de evitar e, portanto, apressar. A serenidade vem sempre da realidade. Se ficar no que é, será sereno e calmo. Se tentar fugir, será confuso e agitado. Quase todas as dores humanas vêm da fuga. Fugir é um hábito terrível. Terrível mesmo. Como se livrar dele? Exercitando a cada segundo. Não distorcer, não negar. Não mentir. Não enganar. Cuidado com as palavras. Suas e das pessoas. Quanto mais silêncio, mais verdade. Na verdade está a saúde, a paz, a serenidade. Fale pouco, ouça mais.


0 comentários: