BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

21 de ago de 2009

Última Esperança


Estou tão confusa
Há tantas coisas a flutuarem na minha cabeça
E não há ninguém que compreenda isso
Alguém, por favor, eu suplico por ajuda
Eu não choro, mas não preciso de o fazer
As lágrimas formam um lago nos meus pensamentos

Tudo parece ser a última esperança
Eu vejo que não há mais nada para continuar a tentar
Então desisto, mas depois... depois arrependo-me
E aparece outro problema para fazer tornar as minhas noites em insônias
Poderia ser a última esperança?

Eu choro sozinha comigo mesma todas as noites, pensando no que
Eu deveria fazer, ou nas coisas que as pessoas querem que eu faça
Mas onde estou eu no meio desta confusão de problemas?
Mereço isto?

Como se tudo fosse perfeitamente feito por alguém mais forte que eu
E o tempo escolhe por mim e eu sento-me aqui
Vendo tudo acontecer...


Persephone

0 comentários: