BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

1 de jun de 2009

Conselhos


Até que ponto estamos norteados a ajudar alguém, quando que em muitos momentos o norte nos falta? O que acontece com a tese de “ faça o que eu digo, não faça o que faço”.
Cotidianamente somos expostos a responder questionamentos a qual se tomarmos a nos mesmos como experiência, confundem-se com nossas próprias questões e defeitos.
O interessante disso tudo é que na maioria das vezes temos sempre algo para aconselhar, mesmo que muitas vezes estes conselhos não estejam sendo aplicados a nós mesmos. Isso só nos mostra que temos a capacidade de enxergar o que é certo, embora não colocando em pratica. Que fatores são esses que nos distanciam da pratica de nossos pensamentos? O que fazer para minimizá-los e em fim passamos a ter uma conduta linear ao que pensamos e aconselhamos?
São muitos questionamentos, mais também é importante verificar que embora não sendo moral aconselharmos aquilo que não praticamos, isso pode se tornar útil. Talvez um dia alguém nos aconselhe a pratica desses atos, embora nosso conselheiro também não faça, mas quem sabe poderemos obedecer e por em pratica. Aquilo que ele não é, mais que sabe que é certo.

0 comentários: