BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

6 de ago de 2009

Porque voas, borboleta?


-Que levais escondido no regaço?

-Apenas uma borboleta, meu senhor.

- Apenas(?), pergunta o senhor atónito ao ver libertar-se uma borboleta do regaço de seu amor.

- Sim, porque julgais que ela voa!?

- Não te o saberei dizer, responde-lhe, uma vez mais o senhor.

- Voa porque padece de amor e quando se sofre de amor é como o seu bater de asas que nos leva para longe, tão longe que em silêncio, leves nos deixamos transportar numa eternidade curta como a vida da borboleta mas duradoura como as cores das suas asas que as irradiam e se alojam no regaço.

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 27 de Dezembro de 2008

0 comentários: