BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

2 de jul de 2009

ENSINAMENTOS


5 COISAS QUE EU SEMPRE ACREDITEI E CONTINUO ACREDITANDO

- Que as palavras de amor perdem o sentido quando usadas sem critério.
- Que é difícil traçar uma linha entre ser gentil,não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas que acredito.
- Que você pode ser um anônimo para o mundo, mas você é uma pessoa extremamente essencial na vida de alguém.
- Que você deve dar a todas as pessoas seus ouvidos, mas a poucas a sua voz.
- Que é mais fácil perdoar nossos inimigos que nossos amigos

5 COISAS QUE EU NÃO ACREDITAVA ANTES, E HOJE ACREDITO

- Que sabemos o que somos, mas não o que podemos ser
- Que é mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que com rispidez
- Que nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, pelo simples medo de arriscar.
- Que a desconfiança é o farol que guia o prudente
- Que aquilo que pedimos aos céus muitas vezes se encontra em nossas mãos.

5 COISAS QUE EU ACREDITAVA ANTES, E HOJE NÃO ACREDITO MAIS

- Que nunca julgamos aqueles a quem amamos
- Que éramos nós mesmos apenas por causa dos olhos dos outros, e era a partir da visão dos outros que nos assumíamos como pessoa.
- Que os espinhos que feriam a gente eram produzidos pelo arbusto que havíamos plantado (Isto não é necessariamente uma verdade)
- Que a natureza nunca quebrava suas próprias leis
- Que nenhum amor era mais verdadeiro que aquele que morre não revelado

5 COISAS QUE EU DEVERIA ACREDITAR, MAS NÃO CONSIGO

- Que o mais importante da vida não é a situação em que estamos, mas a direção para a qual devemos seguir.
- Que devemos amar a verdade, mas perdoar o erro.
- Que nossos fracassos são, às vezes, mais frutíferos que nossos êxitos.
- Que o segredo da saúde da mente e do corpo está em não lamentar o passado, em não se afligir com o futuro e em não antecipar preocupações; mas está no viver sabiamente e seriamente o presente momento.
- E que não possuir algumas das coisas que desejamos é parte indispensável da nossa felicidade.

0 comentários: