BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

21 de jul de 2009

Agradecendo aos espinhos

Era véspera do Dia de Ação de Graças.
Mas Sandra sentia-se muito infeliz quando entrou na floricultura.
Seu filho estaria nascendo se não o tivesse perdido em um acidente de automóvel...
Lamentava muito sua perda.
Não bastasse isso, ainda havia a possibilidade de seu marido ser transferido.
E, para completar, sua irmã cancelara a visita que lhe faria no feriado. Ação de Graças? Agradecer o que? - perguntou-se.
Uma amiga ainda tivera a coragem de dizer que o sofrimento era uma dádiva de Deus, que fazia amadurecer e fortalecer...
Seus pensamentos foram interrompidos pela balconista, dizendo:
- Quer um arranjo tradicional ou gostaria de inovar com o que eu chamo de Especial?
Está procurando algo que realmente demonstre gratidão no Dia de Ação de Graças?
Sandra explicou que nada tinha para agradecer e a outra replicou, enfática:
- Pois tenho o arranjo perfeito para você.
Neste momento entrou uma cliente que viera pegar sua encomenda:
um arranjo de folhagens e longos e espinhosos caules de rosa.
Tudo muito bem arranjado, mas não havia nenhuma flor.
Sandra ficou pensando por que alguém pagaria por talos de rosa, sem flor.
- Este é o "Especial". Chamo-o de Buquê de Espinhos de Ação de Graças - explicou a balconista.
- Mas o que a levou a criar o buquê de espinhos? - perguntou Sandra.
- Aprendi a ser grata pelos espinhos...
Sempre agradeci à Deus pelas boas coisas em minha vida e nunca Lhe perguntei por que essas boas coisas aconteciam.
Mas quando vieram coisas ruins, eu chorei e gritei:
"POR QUE? POR QUE EU ?!".
Demorei para aprender que tempos difíceis são importantes para a nossa fé e nosso fortalecimento.
Diante das dificuldades nos aproximamos de Deus e valorizamos a vida e seus bons momentos.
Sandra lembrou do que sua amiga tinha lhe dito, e ponderou:
- Perdi meu bebê e eu estou zangada com Deus...
Neste momento entrou um homem na loja, que também viera buscar um arranjo de talos espinhosos.
- Isto é para sua esposa? - perguntou Sandra, incrédula.
Mas por que ela quer um buquê que se pareça com isso?
Eu e minha esposa quase nos divorciamos, mas com a graça de Deus, nós enfrentamos problema
após problema e salvamos nosso casamento.
O arranjo Especial nos lembra os tempos "espinhosos".
Etiquetamos cada talo com um dos problemas enfrentados e damos graças pelo que ele nos ensinou.
Eu lhe recomendo o arranjo Especial!
- Não sei se posso ser grata pelos espinhos em minha vida.
É tudo tão recente...
A balconista respondeu, carinhosamente:
A minha experiência me mostrou que os espinhos tornam as rosas mais preciosas.
Apreciamos mais o cuidado providencial de Deus durante os problemas do que em qualquer outro tempo.
Lágrimas rolaram pela face de Sandra.
- Levarei uma dúzia destes caules longos e cheios de espinhos, por favor. Quanto lhe devo?
Nada. Nada além da promessa de que permitirá que Deus cure seu coração.
O primeiro arranjo é sempre por minha conta.
A balconista sorriu e passou um cartão a Sandra.
- Colocarei este cartão em seu arranjo, mas talvez você queira lê-lo primeiro.
E Sandra leu:
"Meu Deus, eu nunca agradeci por meus espinhos.
Eu agradeci mil vezes por minhas rosas, nunca por meus espinhos.
Ensine-me o valor de meus espinhos.
Mostre-me que, através de minhas lágrimas, as cores do Seu arco-íris são muito mais brilhantes."

Autor Desconhecido
Tradução de Sergio Barros

0 comentários: