BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

4 de mai de 2010

Borboletas em transformação


Alguns animais sofrem transformações incríveis ao longo da vida. Quando a borboleta sai do ovo, primeira fase de sua vida, ela se transforma em uma lagarta, que passa todo o tempo comendo folhas. Comendo, ela cresce e vira pupa. Nesta fase, deixa de ser comilona: fica vários dias protegida dentro de um casulo sem comer. Depois desse período, o casulo se rompe e dele sai a borboleta adulta, com o corpo ainda mole e as asas amassadas.

Podemos dizer então que o processo de metamorfose da borboleta se divide em quatro fases: ovo, lagarta, pupa e imago. Vamos saber mais detalhes sobre cada uma delas.


Fase do ovo:

Depois do acasalamento, as fêmeas buscam plantas adequadas para colocarem seus ovos. Essa postura de ovos pode levar algumas horas ou até alguns dias. Usando suas patas, a fêmea sente a textura das folhas das plantas e também considera outros fatores, como a temperatura, a presença de ovos de outros insetos ou a disponibilidade de alimentos. Os ovos variam de tamanho, forma e cor de acordo com a espécie.


Fase da larva: Após algum tempo, os ovos eclodem e deles saem lagartas, a forma larval das borboletas. Elas começam a comer as cascas dos próprios ovos e depois seguem comendo partes da planta em que estão. As lagartas comem o dia todo e até mesmo durante a noite. Nos momentos em que não estão comendo, recolhem-se nos ninhos que fazem na parte inferior de uma folha especial: a única folha que evitam comer. Já bem alimentadas com os nutrientes necessários, elas passam à fase conhecida como pupa.

Fase da pupa: Também chamadas de crisálidas, as pupas se formam a partir do endurecimento do corpo da lagarta, muitas vezes parecendo que esta está enrolada em uma folha. Esta capa, que acaba sendo sua proteção, dura até que ela atinja a fase adulta. Neste casulo, ela fica protegida por dias ou até meses, dependendo da espécie. Aos poucos, os órgãos vão se transformando em órgãos adultos.

Fase do imago: Quando o casulo se rompe, sai dele a borboleta adulta, com corpo e asas inteiramente formados. Esperam mais algumas horas para que as asas sequem e endureçam e então... Podem voar! Adultas, em pouco tempo elas terão que se reproduzir, garantindo o recomeço de todo o ciclo.

Este processo é chamado de metamorfose completa. Outros insetos, como o barbeiro e a maria-fedida, realizam metamorfose incompleta, não atingindo inteiramente a fase adulta e não podendo, por exemplo, voar. No caso da borboleta, a metamorfose tem como resultado um aspecto totalmente diferente: a feia lagarta transforma-se em uma linda borboleta, com a estrutura corporal completamente desenvolvida.


0 comentários: